Clientes Oi Móvel: conheça qual será sua nova operadora de telefone

Empresa foi vendida para as concorrentes Claro, Tim e Vivo

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a venda da Oi Móvel às concorrentes Claro, (Vivo e TIM. Com isso, os clientes atuais da Oi serão repassados para uma dessas operadoras.

A compra conjunta por Claro, TIM e Vivo inclui a divisão de clientes de telefonia móvel da Oi em cada DDD. A operadora com menor participação de mercado em abril de 2020 deverá receber os contratos.

Mas se o cliente não ficar satisfeito com a nova operadora, poderá migrar para outra a qualquer momento, sem multa ou fidelidade; essa foi uma das exigências impostas pela Anatel no julgamento do negócio. A TIM vai receber a maior parte dos clientes, seguida por Claro e Vivo.

Quer saber qual operadora ficou com o seu DDD? Confira a seguir.

Confira abaixo como ficou a divisão pelos DDDs:

TIM ficou com 29 DDDs. São eles: 11, 16, 19, 21, 22, 24, 32, 51, 53, 54, 55, 61, 62, 63, 64, 65, 66, 67, 68, 69, 73, 75, 89, 93, 94, 95, 96, 97 e 99.

Claro herdou 27 DDDs. São eles: 13, 14, 15, 17, 18, 27, 28, 31, 33, 34, 35, 37, 38, 43, 44, 45, 46, 47, 48, 49, 71, 74, 77, 79, 87, 91 e 92.

Vivo ficou com 11 DDDs. São eles: 12, 41, 42, 81, 82, 83, 84, 85, 86, 88 e 98.

Claro, TIM e Vivo terão 18 meses para incorporar as linhas da Oi. Os detalhes da transição ainda não foram revelados, mas a Anatel estabeleceu algumas regras:

  • Todos os clientes da Oi Móvel poderão fazer portabilidade numérica, a qualquer momento, para a operadora que escolherem;
  • Todos os clientes da Oi Móvel poderão cancelar o plano ou mudar de operadora sem pagar multa de fidelização por quebra de contrato;
  • Clientes da Oi que possuírem combos com serviços fixos e móveis (Oi Total, Oi Conta Total e afins) terão segregação transparente dos contratos e a devida comunicação ao consumidor.

Fidelização da Oi não permanece

Os consumidores ainda terão outras premissas, como ausência de cobrança por conta de quebra de contrato de fidelização dos usuários da Oi de celular ou de combo.

É importante o cliente ter em mente que a Oi e as demais operadoras ainda deverão informar como e quando os clientes poderão migrar.

Jornal Contábil

Compartilhe

Posts Relacionados

Veja abaixo mais Notícias para o seu negócio