Vale a pena parcelar o Imposto de Renda?

Na matéria de hoje vamos esclarecer se compensa parcelar o Imposto de Renda ou não, a todo mundo sabe que ao fazer a declaração de IRPF o contribuinte descobre se é necessário pagar ou não o imposto e logo surge a dúvida se há a possibilidade de parcelamento do imposto de renda se o valor for muito alto.

Continue conosco e entenda sobre o assunto. 

A palavra parcelamento soa como um alívio para muitas pessoas, mas mesmo que aparenta ser uma boa ideia o mesmo pode ter seus pontos negativos, por isso é necessário pensar se vale a pena optar por esta opção. 

Como é feito o parcelamento do Imposto de Renda? 

O contribuinte tem duas opções: 

  • A primeira opção de pagamento do IRPF é feita em uma parcela, à vista onde o pagamento do imposto é quitado de uma só vez; 
  • A outra opção é o parcelamento, esta escolha sofre incidência e taxa básica de juros que incide sob a taxa Selic. 

Esteja sempre atento aos pontos negativos e positivos de cada opção, pois nem sempre o parcelamento pode ser uma boa opção. 

Qual a diferença entre pagar parcelado e à vista no IRPF? 

Existem alguns pontos negativos sobre o tipo de pagamento do imposto de renda, abaixo vamos mostrar as principais diferenças entre o pagamento do IRPF e à vista. 

Pagamento à vista  

  • O contribuinte paga o imposto devido em uma única parcela; 
  • Não tem incidência de taxa Selic.

Pagamento parcelado do IRPF 

  • Este parcelamento é feito através de instituições financeiras conveniadas da RFB;
  • Em casos de parcelamentos o contribuinte deve aceitar a forma o débito automático, pois, o mesmo é obrigatório; 
  • Há incidência de juros simples e reajuste mensal conforme a taxa Selic. 

Conclusão 

De acordo com o nosso texto agora ficou mais fácil diferenciar os tipos de pagamentos e claro ter uma visão de qual a melhor opção para você efetuar o pagamento do seu imposto. 

Fonte: Jornal Contábil

Por: Gabriel

Compartilhe

Posts Relacionados

Veja abaixo mais Notícias para o seu negócio