É possível ser MEI tendo nome sujo?

Ser microempreendedor no Brasil é uma das formas de conseguir mais oportunidades no mercado de trabalho. Muitas pessoas têm interesse, mas não sabem se é possível ser MEI tendo o nome sujo.

A abertura do MEI é simples e rápida, concede ao trabalhador o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, dessa forma os MEIs passam a emitir nota fiscal e a contribuir com o INSS. 

Os impostos cobrados sobre os microempreendedores individuais são reduzidos, os contribuintes do Simples Nacional podem atuar regularizadamente na prestação de serviços, entenda se você pode abrir seu MEI tendo o nome sujo. 

Nome Sujo me impede de ser MEI?

O nome sujo ocorre quando o nome de um indivíduo é incluso na lista de inadimplência. Quando não é realizado o pagamento de alguma dívida ou pendência, podendo ser uma parcela ou financiamento.

O nome sujo causa várias dificuldades para os indivíduos, conseguir crédito no mercado é mais complicado, o CPF fica restringido e as atividades financeiras são reduzidas. 

PUBLICIDADE

Normalmente, não são concedidos financiamentos e empréstimos para pessoas com o nome sujo. 

Contudo, a abertura do cadastro como MEI não é impedida pelo nome sujo. Se você busca uma forma de conseguir prestar serviços e ganhar uma graninha, a abertura do CNPJ poderá te ajudar. 

Abertura do MEI

O modelo simplificado de empresas foi desenvolvido pelo governo federal para conceder aos trabalhadores autônomos a oportunidade de se formalizar. 

O MEI começou a funcionar no dia 1º de julho de 2009 e vem crescendo exponencialmente o número de indivíduos que usufruem do modelo simplificado de empresa. 

Para abrir o seu MEI basta acessar à internet e verificar se você cumpre as condições necessárias para realizar o cadastro. Não é possível ser MEI tendo o nome inscrito como sócio ou titular de outra empresa. 

Além disso, o teto da receita anual bruta do MEI deve ser até R$81 mil, esse valor poderá ser alterado para R$130 mil ainda este ano e é preciso exercer alguma das funções previstas na lista de MEIs. 

Caso cumpra esses requisitos, acesse o Portal do Empreendedor e em seguida escolha a opção “Quero ser” e acesse a plataforma governo federal “gov.br”, ou caso já tenha cadastro no gov.br selecione a opção “Formalize-se”. 

O cadastro realizado pelo gov.br permite o acesso simplificado às várias plataformas do governo. Conclua seu cadastro no gov.br e siga para a inscrição no Portal do Empreendedor em seguida selecione a opção “Formalize-se” e preencha o cadastro. 

Apresente as informações da conta do Gov.br e autorize o acesso, na parte de usuário informe título de eleitor ou número de celular, ou o número da declaração do imposto de renda. 

Concluídos os passos, é hora de pensar em um nome fantasia para sua empresa. Nesta parte é preciso informar qual será a atividade exercida e o local onde será realizado o trabalho, endereço comercial, casa, pela internet ou como ambulante. 

Informe o CEP e endereço da sua casa ou o comercial, após completo o cadastro, leia todas as informações disponibilizadas no site e solicite a impressão do Certificado de Condição de Microempreendedor Individual. 

De Iana Filizola

Jornal Contábil

Compartilhe

Posts Relacionados

Veja abaixo mais Notícias para o seu negócio